Postagens

Imagem
A raça canina mais cara O que determina um preço alto de uma raça canina? Quais aspectos influenciam esse cenário? Muitas vezes, raças raras e com características distintas em relação a outros cães, se tornam muito valorizadas no mercado e, dessa forma, tendem a custar caro, para quem deseja comprá-las. Além disso, se trata de um cenário muito lucrativo para tutores que vendem filhotes de raças valorizadas. Dentre os destaques, podemos citar o Chinese Crested orçado em ao menos R$ 1.500 ou Akita, que não custa menos de R$ 2.000 por filhote. Mas ambos não chegam ao valor do Mastim Tibetano, que já foi arrematado em leilão por mais de R$ 4 milhões, em 2014, na China. Na sociedade chinesa ter esse cão representa um certo status. A raça é considerada por essa cultura como “a mais próxima da perfeição” entre as demais. Esse tipo de cão atrai pelo bom temperamento e devoção ao tutor e familiares. Mas o que mais chama a atenção nele é, justamente o seu tamanho e excesso de pelo – que lembra u…
Imagem
4 raças caninas raríssimas Muitas raças caninas possuem histórias curiosas e fascinantes a respeito de suas origens e desenvolvimento, muitas vezes essas questões estão atreladas a fato históricos específicos e essas raças ainda passaram por aprimoramento ao longo dos anos. Abaixo selecionamos quatro raças bastante raras: 1 - Australian Shepherd O cão é de origem norte-americana, embora o nome faça referência à Australia. De acordo com a Confederação Brasileira de Cinofilia (CBKC), a raça tem esse nome pela semelhança com Pastores Basco, da Austrália, e que chegaram aos EUA, no século 18. 1 -Griffon de Aponte de pelo duro De origem holandesa, francesa e alemã, essa raça é pouco encontrada no Brasil. Os primeiros exemplares Griffon de Aponte de pelo duro teriam surgido no século 19, na Europa. O cão foi muito usado em atividades como caça. 2 – Catahoula Cour A raça é de origem norte-americana e teria surgido na Louisiana. O Catahoula Cour, provavelmente, teria originado de raças caninas mu…